Bounty Battle

Escrito por

Gonçalo "Melgacius" Carvalho

Data de publicação

28 Setembro 2020 14:00

Tópicos

Quando vi o trailer deste jogo fiquei completamente deslumbrado. A Dark Screen Games tem de pagar a triplicar a quem fez esse vídeo, porque todo o resto do jogo é uma decepção.

Bounty Battle é uma espécie de Super Smash Brothers com personagens de jogos Indie. A ideia em si é deliciosa, reunir uma quantidade gigantesca de personagens de jogos indie e juntá-los todos acaba por ser irresistível. Alguns desses jogos até já por aqui passaram na secção como Blasphemous, Dead Cells ou Owlboy.

Aqui é que começa o problema. Todo o jogo parece ter sido feito em cima do joelho, duma forma que me interrogo como é que permitiram que fosse lançado. Faz-me alguma confusão terem conseguido reunir tantas licenças para fazer um spin-off deste género e depois lançarem um jogo onde me custa arranjar algo de positivo para falar.

Começando pela componente gráfica. É má e terrivelmente optimizada, ao ponto de mesmo no PC ter quedas de frames notórias quando estão muitos personagens no ecrã. O menu principal é uma salganhada, por vezes os personagens ficam perdidos no meio dos outros personagens e do plano de fundo, tornando o jogo ainda mais um momento de carregar ao calhas em todos os botões e esperar que o personagem faça alguma coisa.

Joguei com o meu mais velho o modo versus, que curiosamente é o ecrã default do jogo, e ele rapidamente percebeu que não valia a pena tentar jogar a sério, mais valia carregar rápido nos botões e esperar que o meu boneco fosse ao ar para ele aproveitar algum exploit e não me deixar cair mais.

Aproveito e digo que pior que os gráficos é a jogabilidade. Não tenho qualquer feedback das minhas acções, as hitboxes não são homogéneas, se conseguirmos chegar com um personagem a um canto é possível mantê-lo no ar com golpes durante toda a luta e embora haja a possibilidade de executar alguns combos, rolamentos ou teletransporte acabei sempre por usar os mesmos golpes que servem para… tudo.

Há uma mecânica gira que permite que invoquemos um companheiro que supostamente nos ajudaria na luta, mas embora os do adversário realmente o ajudem, o nosso limita-se a andar lá de um lado para o outro sem fazer nada. Procurei nos controlos, que por acaso não consegui alterar, se teria de fazer alguma coisa para o controlar, mas não encontrei essa opção.

Há três modos para um jogador. O de Treino (o nome diz tudo), o de Desafio onde temos de superar 6 adversários com o lutador que escolhemos, e o de Torneio que essencialmente é igual ao Desafio só que não podemos escolher o personagem com que lutamos, apenas vamos desbloqueando o seguinte cada vez que acabamos o anterior. Não esperem por nenhuma cinemática alusiva a cada personagem, no fim de concluíres um apenas és presenteado com uma imagem manhosa do personagem que usaste. É que dói…

Isto no fundo são apenas dois modos, um jogador e multijogador até 4 jogadores, parece que estamos sempre a fazer o mesmo.

Considerando o rol de personagens e considerando que cada uma delas tem personalidades distintas, a maioria delas forte, também não gostei do facto de no ecrã de selecção todas elas estarem representadas apenas pela silhueta a cinzento, esperava algo mais à Street Fighter, algo que aqui ficaria a matar. Entendo bem a ideia do que quiseram fazer, mas na minha opinião não resultou.

Acho que nunca fiquei tão decepcionado com um jogo. Queria mesmo gostar dele. Literalmente açambarquei-o aos meus colegas, nem sequer lhes dei chance. Cheguei e disse que era meu. Acho que nem numa fase inicial me diverti com ele. Sinceramente foi potencial deitado ao ar. Já vieram dizer que o modo multijogador online será adicionado no futuro. Talvez com o tempo e eventuais melhorias este jogo se venha a aproximar daquilo que realmente merece ser, mas para já não tem ponta por onde se lhe pegue, e nem sei bem como o lançaram neste estado.

  • Lançamento: 10 de Setembro de 2020
  • Plataformas: PC/Xbox One/Switch/PS4
  • Desenvolvedor: Dark Screen Games
  • Editora: Merge Games
  • Nota Pessoal: 4/10
  • Cópia para análise gentilmente cedida por Merge Games
  • Analisado na versão para PC

Lançamentos

 

Ghostrunner
27 Out 2020
PC/Xbox ONE/PS4
One More Level, 3D Realms, Slipgate
Watch Dogs: Legion
29 Out 2020
PC/Xbox ONE/PS4/Stadia
Ubisoft
Pikmin 3 Deluxe
30 Out 2020
Nintendo Switch
Nintendo

Guias

Ver todas

TOP Reviews

Ver todas