F1 2020

Escrito por

Gonçalo "Melgacius" Carvalho

Data de publicação

15 Julho 2020 14:00

Tópicos

Tenho jogado todas as entradas na franquia F1 mal caem no Game Pass. Todos os anos vejo melhorias embora pequenas. As entradas anuais têm muito esse problema, como justificar a compra dum novo jogo? Desta vez vale mesmo a pena fazer o upgrade para F1 2020, bate o anterior aos pontos.

Há anos a fio que a franquia F1 tem o simulador de fórmula 1 mais jogado pelos fãs da modalidade. No fundo tem o selo de qualidade da Codemasters, que sabe o que faz no que toca a jogos de corridas. Quem compra um jogo deles dificilmente encontrará razões para ficar decepcionado. Esta entrada não é excepção.

Em termos de jogo jogado não é muito diferente do anterior. Belíssimos gráficos na minha 1070, visivelmente melhores na minha 2060, sem quedas de frames, com cutscenes com qualidade. Sei que começo a aborrecer-vos com isto, mas gosto sempre de comparar a qualidade de animação do público, e a Codemasters conseguiu disfarçar bastante bem a estaticidade dos bonecos com uma mistura de distância com velocidade, isto é, meteu os bonecos longe e os carros a passar a velocidades estonteantes, pelo que há sempre uma ligeira ilusão de movimento que só é quebrada se procurarmos mesmo ver em detalhe o que está mal. Claro que é bem mais fácil fazer isto que animar a assistência num jogo de rally, em que todos estão à beira da estrada, mas mesmo assim foi um bom toque.

O som de todos os carros parece claramente real, mas não se esperava nada de diferente. A voz que nos comanda das boxes também é a já habitual e nada lhe tenho a apontar.

Há muito asset repetido do jogo anterior, o mais notório nas entrevistas pós classificações e corridas, em que somos entrevistados pela mesma repórter. Agradeço já não ter um temporizador que me obriga a responder rápido, para mim fica claramente melhor se puder pensar um bocado na resposta antes de fazer asneira, ou simplesmente se quiser dar um bocadinho de moral a determinado departamento.

Jogo este tipo de jogos exclusivamente pelo modo carreira. Joguei algumas partidas online, mas há sempre alguém cujo carro anda inexplicavelmente mais rápido que todos os outros. Embora de forma menos exacerbada isto também aconteceu agora e corta completamente a vontade de participar em eventos. Os eventos em si correm de forma fluida, não vi grandes problemas nos hosts. Posso ter tido sorte, mas não tenho grande queixa a apontar. É o que se espera.

O modo de carreira para piloto é o que já esperava. Escolhemos começar onde preferirmos, GP2 ou F1. Eu gosto de começar de baixo. A adição do campeonato completo de GP2 é para mim excelente. Adorei participar no meio dos pilotos menos conhecidos, não ter de me preocupar com DRS, sentir a dificuldade de subir na carreira. Até nesta categoria se nota alguma agressividade dos pilotos a defender a posição.

Chegando à F1 é que se nota que F1 2020 está um simulador bastante refinado. É muito difícil andar pelo meio do pelotão entre carros similares ao nosso. Acabei corridas com dores nos dedos de pressionar os gatilhos com quanta força tinha, como se isso fizesse o carro andar mais rápido. Cheguei a transpirar pontualmente quando os carros me dificultavam muito a vida, quando era apanhado no meio duma luta e me fechavam todas as portas. Conciliar isto e não bater em ninguém é um luxo para o jogador casual. Conduzirmos de forma mais agressiva pode garantir uma ultrapassagem, mas não garante que não te batam na roda de trás quando os tentas passar por dentro.

Já se fores tu a defender a posição, aí já não me parecem tão inteligentes, e é bastante simples fechar a porta. Parece que têm pontos predefinidos para ultrapassar, pontos esses que ao fim duma volta já conhecemos, e se jogarmos bem estamos moderadamente descansados que não nos passam.

Chego agora ao ponto forte deste jogo, a carreira de equipa. Este modo mistura a carreira de piloto com a de chefe de equipa e foi para mim a melhor parte do jogo. De longe! Criamos uma equipa e temos que decidir como gerir o dinheiro, melhorar departamentos, alocar pontos de pesquisa e desenvolvimento, contratar e pagar ao parceiro. Começamos por baixo a lutar para não ficar em último. O progresso é relativamente lento, mas a certo ponto parece que já estás a cumprir todos os objectivos… isto até notares que o teu carro se desgasta como o raio, e é bem mais notório o desgaste no teu carro que nos outros. Talvez a meio da época a gestão de peças começa a ser problemática, e no final da época o teu carro está preso por fios. Não te preocupes, é também perto do final da época que a equipa chega com as alterações das regras e aí já não irás trabalhar para melhorar o carro, mas sim para o adaptares para que não tenhas de começar alguns desenvolvimentos do zero no ano seguinte. Nem sempre tentares um desenvolvimento te garante que seja feito, por vezes falha, e embora seja aborrecido dá uma componente engraçada ao trabalho de bastidores. Poderás tentar voltar a criar esse desenvolvimento, na segunda tentativa ficará mais barato e já garantem que não falha.

Este modo criou em mim um forte apego à equipa, muito mais que em outros jogos. Estava a criar algo meu, e ao mesmo tempo a evoluir como piloto. Este modo veio dar uma nova alma ao jogo.

Tens também os carros clássicos e algumas provas clássicas. São engraçados de conduzir, e alguns têm um som muito melhor de ouvir que o dos aspiradores actuais. Passei por todos, embora tenha ficado decepcionado com a sensação de velocidade de alguns.

Por falar em sensação de velocidade… é fantástica. Ok, conduzimos a mais de 300Km/h, mas mesmo assim fizeram um bom trabalho a transmitir que vamos rápido. Continuo a não ter volante e pedais, mas a sensação de esforço que o comando transmite faz-me pensar que este jogo jogado da maneira própria, um bom volante, o tornará ainda melhor.

É notório que adorei esta entrada na franquia? Espero que seja, porque o jogo está mesmo bom, e parece que a Codemasters atirou toda a carne para o assador de forma a acabar em beleza esta geração de consolas. Recomendado!

  • Lançamento: 7 de Julho de 2020
  • Plataformas: PC/Xbox One/PS4/Stadia
  • Desenvolvedor: Codemasters
  • Editora: Codemasters
  • Nota Pessoal: 9/10
  • Cópia para análise gentilmente cedida por Ecoplay
  • Jogo analisado na versão para PC

Lançamentos

 

Transformers: Battlegrounds
23 Out 2020
PC/Xbox One/Nintendo Switch/PS4
Coatsink
Ghostrunner
27 Out 2020
PC/Xbox ONE/PS4
One More Level, 3D Realms, Slipgate
Watch Dogs: Legion
29 Out 2020
PC/Xbox ONE/PS4/Stadia
Ubisoft

Guias

Ver todas

TOP Reviews

Ver todas