Maid of Sker

Escrito por

André "dre" Silva

Data de publicação

12 Agosto 2020 15:38

Tópicos

Habituados a jogos de terror que nos metem na pele de um personagem a vaguear um edifício cheio de malucos já nós estamos. No entanto, Maid Of Sker, mantendo-se nessa mesma linha, fá-lo de uma forma um pouco diferente. Se é a melhor ou se está bem implementada, é o que vamos ver, mas valeu a tentativa!

A ambientação em Maid of Sker é um dos pontos que mais o favorecem. Indo direto ao assunto, nada neste jogo é soberbo ou fenomenal, mas a banda sonora é o que certamente mais se destaca! O que é certo é que as músicas que vais ouvindo ao longo do jogo são adequadas ao que é suposto estares a sentir no mesmo. O som é bom, sim, mas não está ao mesmo nível de toda a engenharia sonora que está presente em jogos como Alien: Isolation ou até mesmo Outlast.

Os cenários são algo básicos e com falta de detalhe nalguns deles e a luminosidade default que o jogo dispõe inicialmente está longe de ser suficiente para conseguires ver mais que dois palmos à tua frente no meio dos corredores do hotel.

Para vos retirar desta imersão estão os gráficos que, apesar de não serem horrendos, não são uma representação fiel da experiência gráfica a que estamos habitados com os mais recentes jogos AAA nesta última geração.

Para apimentar as coisas, a Wales Interactive introduziu uma mecânica de respiração no jogo. Uma vez que todos os inimigos que vais encontrar neste jogo são surdos, terás de ter algum cuidado por onde andas! Infelizmente, esta mecânica que é utilizada como selling point do jogo, não consegue por si só salvar o jogo da monotonia que sofre. A verdade é que a única coisa que fazes é tapar a boca para os inimigos não te ouvirem a tossir ou a respirar. Mesmo com a adição de uma “arma” mais tarde no jogo, a cadência da jogabilidade continua a mesma e são mais as vezes que te vais assustar pela negativa, de que pela positiva,

E é então a partir deste ponto que Maid of Sker começa a descambar e a cair no repetitivo, aborrecido e nada, mas mesmo nada, assustador.

Caso os inimigos te ouçam e te consigam alcançar, a única coisa que acontece é levares uma ou duas (ou três) chapadas, até acabares por ser apresentado com o ecrã de game over. É em situações como esta que o jogo acaba por ser um pouco monótono. Para acrescentar, muito dos acontecimentos dentro da própria história são previsíveis, retirando um pouco de qualidade ao enredo.

 

Detentor de uma jogabilidade cansativa e de constante repetição, Maid of Sker é um jogo que se empoleira numa única mecânica para se tentar destacar dentro do género survival horror.

  • Lançamento: 28 de julho de 2020
  • Plataformas: PlayStation 4, Nintendo Switch, Xbox One, Microsoft Windows
  • Desenvolvedor: Wales Interactive
  • Editora: Wales Interactive
  • Nota Pessoal: 7/10
  • Analisado na versão para PS4

Lançamentos

 

Crash Bandicoot 4: It's About Time
02 Out 2020
Xbox One/PS4
Toys for Bob
Star Wars: Squadrons
02 Out 2020
PC/Xbox ONE/PS4
DICE
FIFA 21
09 Out 2020
PC/Xbox ONE/PS4
EA Canada

Guias

Ver todas

TOP Reviews

Ver todas