Pokémon Sword/Shield - Crown Tundra

Escrito por

Rafael "Gripe" Pereira

Data de publicação

27 Outubro 2020 00:30

Tópicos

Após a pobre desilusão que foi Isle of Armor, que pouco acrescentou ao jogo, chegou a segunda metade do Expansion Pass, Crown Tundra, que enriquece o jogo acrescentando uma peça essencial à qual o jogo base tinha prestado pouca atenção. Apanhar pokémons lendários. É um sentimento diferente, bem mais intenso do que apanhar um pokémon selvagem regular. As mecânicas únicas de cada geração para conseguirmos acesso a estes pokémons também têm o seu impacto. Lembro-me de bater de cara no Moltres em Pokémon Leaf Green, estava na escola, parecia que Portugal tinha ganho o mundial. Algumas dessas mecânicas foram, felizmente, traduzidas para este DLC, porém bastante condensadas devido às dimensões do mapa.

A história desenrola-se à volta de um pai que tinha planos para passar tempo de qualidade com a sua filha, a caçar pokémons lendários! Após uns poucos eventos que nos levam até às Dynamax Adventures, dos quais falarei um pouco mais à frente, substituimos Peonia nesta caça por montes nevados com seu energético, cabeça quente, pai, Peony. Acabando por nos levar até um certo pokémon, outrora grandioso que pretende restabelecer os laços que em tempos teve com os humanos da aldeia de Freezington. Para alcançar o sucesso neste objectivo é requisitado o nosso auxílio. Como tal passamos por umas poucas tarefas e igualmente poucas batalhas. O conteúdo de história de Crown Tundra é curto, e conseguimos passá-lo de rajada, isto se não nos distraírmos com o conteúdo adicional.

Este conteúdo adicional passa por caçar mais lendários e as Dynamax Adventures, sendo estas um modo de jogo extremamente interessante e que me faz voltar vezes sem conta. Admito que não estava de todo entusiasmado com as Dynamax Adventures devido à experiência prévia, em excesso, com as Max Raid Battles, mas provaram-me que estava errado.

Para começar não utilizamos nenhum pokémon que possuamos, é feito um draft em que os jogadores têm de escolher um entre três pokémons, o que o jogador escolher sai da pool e entra um novo. Só por aqui já se torna interessante. Após este draft começamos oficialmente a aventura, onde vamos ter de escolher as batalhas que vamos lutar para chegar à batalha final, que é sempre com um pokémon lendário das gerações anteriores. Pelo caminho podemos apanhar qualquer pokémon que derrotemos e trocar com o que temos atualmente se assim o quisermos, sendo que estando a jogar com outros jogadores, o jogo escolhe aleatoriamente, entre os jogadores que querem o novo pokémon, a quem o atribuir. Vamos encontrar também pelo caminho alguns NPC que oferecem trocar o nosso pokémon por um que eles têm ou oferecem itens para equipar no nosso pokémon. Com isto tudo fico a pensar "Então mas acrescentaram um modo de jogo roguelike? Interessante.".

Para rematar e encerrar este capítulo informo que: 

  • Nestas batalhas os pokémons adversários não ganham escudos.
  • Todos os pokémons têm 100% chance de apanhar.
  • No final da aventura só podemos escolher um dos pokémons que apanhámos para levar connosco.

Ainda existem mais coisas para fazer neste DLC, para além de apanhar os pokémons introduzidos, podemos também apanhar os restantes lendários que têm de ser desbloqueados através de certas mecânicas. Para tal temos duas sidequest, uma dada por Peony, para capturar os pássaros lendários, sendo estes na sua forma de Galar e capturar os gigantes. A outra sidequest é dada por Sonia e consiste em recolher pistas, ou seja encontrar pegadas, de três pokémons espalhadas por toda a região de Crown Tundra, após recolher 100% das pistas de um destes pokémon é nos dado o local onde este se encontra.

Após um evento, os três pássaros lendários fogem. Cabe-nos procurar por eles nas wild areas, após encontrarmos um deles, somos presenteados por um minijogo para desencadear a batalha. Já os gigantes, estão selados em tumbas. Para abrirmos as portas que os encerram temos de desvendar um enigma específico para cada tumba.

Depois de tudo isto, ainda nos resta uma coisinha. Galaria Star Tournament. Um torneio no formato 2v2 contra os líderes de ginásio ou outros NPC relevantes da história ou DLC, sendo que o nosso parceiro será um desses personagens, escolhido por nós.

Chega assim ao fim o conteúdo extra introduzido pelo Expansion Pass. Adorei este DLC, na verdade, ainda estou a adorar, existem inúmeros pokémons que ainda tenho por apanhar. Dito isto, existe também um peso do outro lado da balança. Primeiro não é possível comprar nenhum dos DLC em separado, e para além disso, sou da opinião que todo este conteúdo endgame de caçar pokémons lendários é algo que já deveria estar incluído no jogo base. Teria ficado mais satisfeito se fizessem DLC apenas das Dynamax Adventures, que é um excelente conteúdo adicional, do que fazerem um conjunto de dois DLC, um que nossa senhora coitadinho, e outro que é conteúdo que sempre esteve disponível à partida nas gerações anteriores.

 

  • Lançamento: 23 de Outubro de 2020
  • Plataformas: Nintendo Switch
  • Desenvolvedor: Game Freak
  • Editora: Nintendo
  • Nota Pessoal: 7/10
  • Cópia para análise gentilmente cedida por Nintendo Portugal

Lançamentos

 

PositronX
29 Nov 2020
PC
Scorpius Games
Immortals Fenyx Rising
03 Dez 2020
PC/Xbox One/Nintendo Switch/PS4/Stadia
Ubisoft Quebec
Puyo Puyo Tetris 2
08 Dez 2020
PC/Xbox/Nintendo Switch/PS
SEGA

Guias

Ver todas

TOP Reviews

Ver todas