Evergate

Escrito por

Gonçalo "Melgacius" Carvalho

Data de publicação

02 Março 2020 13:40

Tópicos

Na minha habitual pesquisa por jogos para pedir cruzei-me com Evergate. A data de lançamento que eu vi já passou, mas o dev mandou-me o código e não me deu qualquer embargo. Tenho o texto escrito faz tempo e tenho que vos dizer que este jogo é deliciosamente original.

Alguém comentou num vídeo que fiz que este jogo lhe fez lembrar Ori and thhe Blind Forest. Estranho, pois este jogo é um simples jogo de puzzles e plataformas, mas tenho que admitir que o estilo visual é realmente parecido. Controlamos Ki, alguém que morreu e está à espera para reencarnar. Algo não funciona e começamos a entrar em memórias de outras pessoas. Para passarmos as memórias, e chegarmos às sucessivas cinemáticas, temos de resolver uma espécie de puzzle. Controlamos um feixe de luz que nos impulsiona quando consegue cruzar o seu caminho com um item e uma superfície que permita interacção. O princípio é mais ou menos o mesmo duma tacada de bilhar.

Muitas das vezes é simples perceber como chegar ao fim do nível, mas a grande maioria das vezes é muito difícil perceber como o fazer colecionando todos os itens. Mesmo quando percebemos como apanhar todos os itens, muitas vezes há um deles que só permite que lhe cheguemos quando fazemos o ângulo certo na altura certa, ou seja, carecem duma perfeição na execução que a maioria das vezes eu não estava disposto a ter, pois mesmo considerando que o tempo abranda consideravelmente quando apontamos o nosso feixe de luz, o tal ponto exacto em que temos de interagir nem sempre é fácil de obter. Por outro lado, o jogo parece ter múltiplas soluções para passar alguns dos puzzles, o que o torna muito mais interessante, e abre espaço para speed runs para jogadores que gostem disso.

Com música suave e relaxante o jogo parece que nos quer distrair dos acessos de raiva que temos quando falhamos um ângulo por um pintelhésimo, e isso resulta na perfeição na maioria dos níveis. Com a progressão no jogo este vai-se tornando mais complexo, vão surgindo novas mecânicas, vamos apanhando níveis maiores, o que torna mais difícil executar a mesma rotina sempre na perfeição.

Ok, a maioria das vezes há uma margem de erro que podemos optar, mas também é muito mais fácil falharmos aqui ou ali que fazer tudo certo.

Há uma clara preocupação em nos contar uma história, acresce que há a preocupação de a contar de forma bela, o que ajuda.

Há inimigos que funcionam como bosses, e são muito intuitivos de combater. Em termos de design parece que ficaram a um passo de serem intimidantes, mas a maneira mais parada como foram desenhados retiram-lhe esse efeito, embora eu perceba que estão mais estáticos para permitirem a tal interacção com a mecânica de tacada de bilhar. É uma solução muito elegante.

O jogo parece-me muito original. Provavelmente vai passar muito despercebido, mas esta mecânica conquistou-me. Há uma diversidade de mecânicas que vai sendo introduzida pelos níveis que vai mantendo o jogo fresco e divertido a cada novo passo. Isso também o torna mais complexo e desafiante, nunca nos deixando ficar numa zona de conforto. Quando pensamos que dominamos o jogo este prega-nos uma nova partida. Mantém-se sempre ao nosso alcance, mas nunca muito perto. É deliciosamente divertido, e se estiverem na dúvida se lhe dão uma chance, força nisso!

  • Plataformas: PC
  • Desenvolvedor: Stone Lantern Games LLC
  • Editora: Stone Lantern Games LLC
  • Cópia para análise gentilmente cedida por Stone Lantern Games LLC

Lançamentos

 

Immortals Fenyx Rising
03 Dez 2020
PC/Xbox One/Nintendo Switch/PS4/Stadia
Ubisoft Quebec
Puyo Puyo Tetris 2
08 Dez 2020
PC/Xbox/Nintendo Switch/PS
SEGA
Cyberpunk 2077
10 Dez 2020
PC, PS4, XB1, GS
CD Projekt Red Studio

Guias

Ver todas

TOP Reviews

Ver todas