2018 Mar 08 / 18:50

Os planos de PUBG para 2018

Hoje a Bluehole anunciou as suas metas para 2018 no que toca a PlayerUnknown's Battlegrounds. Com o objetivo de melhorar a experiência de battle royale, estes últimos dois meses serviram para planear as construções dessa estrutura e começar a definir as funcionalidades, corrigir os bugs que restam e expandir cada vez mais o jogo.

A partir do próximo mês, o jogo vai ter grandes atualizações constantes a cada dois meses. Essas atualizações vão trazer mudanças significativas, seja a um sistema específico e/ou a introdução de novo conteúdo. Além disso, pequenas atualizações podem decorrer durante esse período.

Além do planeamento, os devs querem envolver os jogadores no desenvolvimento do jogo de uma forma mais consistente e, por isso, pretendem abrir um Experimental Test Server para que esses possam passar o feedback nas funcionalidades e conteúdo antecipadamente para que consigam ter um impacto real nas mudanças no jogo e como ele se desenvolve no futuro.

A estética do jogo também foi uma das coisas referidas, pois o objetivo é continuar a refrescar e melhorar o visual dos mapas. A imagem seguinte é só um exemplo daquilo que a equipa faz para demonstrar o que poderá mudar nas casas dentro do jogo.

Agora vamos ao que interessa. Como sempre, os devs avisaram que tudo está sujeito a alterações e que ainda há muito trabalho pela frente. Aqui fica a lista daquilo que pode chegar ainda este ano a PlayerUnknown's Battlegrounds!

Novo Conteúdo e Jogabilidade

No próximo mês vai ser lançado um novo mapa (ilha de 4x4km) no Experimental Test Server. É um mapa bastante pequeno em relação a Erangel e Miramar, e o objetivo é mostrar o lado mais intenso e rápido da experiência battle royale. Desta forma, oferece uma grande densidade de jogadores e jogos mais curtos.

Além do mapa, vão iniciar-se os testes para um sistema de emotes. Os devs esperam receber grande feedback sobre o sistema e vão expandir o leque de emotes ao longo do ano. Por enquanto, aqui fica um preview dessa funcionalidade.

 

A equipa está também a planear novos modos de jogo. De momento ainda não há detalhes adicionais sobre o tipo de modos que vão ser adicionados pois o desenvolvimento dos mesmos ainda está nos inícios.

Novos veículos vão ser adicionados na primeira metade do ano e o objetivo é continuar a expandir o conjunto de armas e attachments ainda este ano. Como tal, fica também um preview daquilo que é uma das próximas armas do jogo. Ainda não há confirmação oficial sobre qual a arma a ser lançada mas tudo indica que é uma FN-FAL

Há um outro novo mapa a ser trabalhado e que poderá ter a dimensão dos atuais, 8x8km. Como acontece com o mapa mais pequeno referido acima, chegará num estado antecipado ao Experimental Test Server para que os jogadores possam dar feedback e tornar a jogabilidade do mesmo cada vez melhor.

Lista de amigos dentro do jogo, chat de voz no menu principal e troféus estão a ser testados. Além disso, a customização da personagem vai ser mais aprofundada e skins para o paraquedas e armas também vão ser adicionadas no futuro.

A penetração das balas nos veículos e membros vão ser testadas mais tarde. Isto chegará com o novo detalhado sistema de balística e vai tornar a jogabilidade mais realista. Mais uma vez, este é um dos tópicos que requer feedback para que chegue na melhor forma aos servidores.

O inteiro sistema de animações, de TPP e FPP, vai ser redesenhado para tornar a interação com o ambiente mais suave. Isto vai incluir animações para entrar nos veículos e mudança de lugar dentro do mesmo. O movimento da personagem vai estar também em foco para que o sistema de replays 3D consigar providenciar bom conteúdo.

O sistema de paraquedas vai ser alterado para ficar mais responsivo e suavizar o visual geral das animações. A mesma coisa vai suceder para o sistema de combate com e sem arma.

Estabilidade, Optimização e Segurança

A experiência de battle royale não ficou esquecida e a equipa continua a trabalhar todos os dias para dar aos seus jogadores um ambiente mais estável, suave e seguro. A prevenção contra hackers, a estabilidade dos servidores e a optimização dos servidores e clientes estão a ser melhorados. No entanto, ficamos avisados que é impossível resolver todos os problemas de uma só vez, mas que eventualmente isso vai melhorar gradualmente.

Som

Na primeira metade de 2018, o detalhes dos sons dos veículos vai ser melhorado, o que significa que o som da suspensão e mais sons derrapantes vão estar presentes no jogo. As superfícies que interagem com os tipos diferentes de condição metereológicas vão ser trabalhadas e som da chuva sob a superfície do veículo vai ser adicionada. Ainda nessa metade, o som das armas vai ser diferente consoante a perspetiva.

Na segunda metado do ano, todos os sons que os jogadores produzem vão ser alterados para que corresponda ao equipamento que possuem. Vão ser também introduzidos sons diferentes de respiração para os jogadores, seja a correr, suster a respiração ou fazer pontaria.

Esports

A equipa agradeceu o feedback que a comunidade casual e profissional deu e acredita que o jogo está a caminhar na direção certa, se bem que ainda não está onde eles querem.

Como devem calcular, e como já foi dito várias vezes nos nossos artigos, a renderização dos mapas na troca de jogadores ainda tem alguns problemas assim como o próprio modo de espectador que, devido ao género do jogo, também dificulta o acompanhamento das batalhas que se sucedem no terreno.

No entanto, a Bluehole acredita que o sistema de replays 3D vai ser um ponto chave que vai permitir uma melhor cobertura do jogo. Este ano pretendem não só fazer melhorias à ferramente de espectador em tempo real, como também integrar um novo sistema de replays para os espectadores usarem durante os jogos. A equipa de dados analíticos está a trabalhar ativamente no sistema de ranking, depois de 3 meses intensivos de pesquisa sobre a performance dos jogadores.

A equipa mostra confiança naqueles que estão a trabalhar nos novos sistemas, a par da nova Play Data API. O ano de 2018 vai servir para continuar a fortalecer a estrutura de esports do jogo.

Custom Games

O sistema de Custom Games por si só vai sofrer uma expansão significativa que permite ao host ter mais controlo sobre as configurações e, algo que a comunidade pedia há bastante tempo, gravar presets dos modos. Vão ser distribuídos a uma audiência mais larga para que possam ter mais jogos disponíveis a qualquer altura.

Suporte à Comunidade de Devs

Este ano vai ser introduzido o PUBG Developer Portal. Esse portal vai introduzir a PUBG Developer API, um blog, e notas técnicas sobre as atualizações de jogo. Esse serviço de API vai permitir partilhar dados dos jogadores e jogos para que se possa analisar em mais detalhe as performances. Vai também potenciar os recursos disponíveis aos jogadores.

Outro uso útil da API vai permitir o crescimento de grupos de esports, entre outros, a criar custom games dentro do jogo. Esses jogos vão ser mais fáceis de gerir ao mesmo tempo que minimizam os processos técnicos do lado da PUBG Corp.

Esta foi a lista das possíveis mudanças que vamos ter este ano, sendo que há lugar reservado para eventuais surpresas que ainda não foram faladas. O que acham destas novas funcionalidades?

Fábio "nulteck" Costa


Achievement hunter nas consolas, passa para o PC com vontade de trazer mais e melhor à comunidade de esports. Para sempre gold em Overwatch devido aos teammates.