2019 Dec 02 / 15:35

Análise: Football Manager 2020

Quem vem ao FM usualmente não vem à procura de grande inovação, quer enfiar-se de cabeça em múltiplas bases de dados de jogadores à procura duma pechincha, dum novo Cristiano Ronaldo, gerir um orçamento, … enfim, os objectivos vão desde a autossuperação à conquista do mundo e arredores. Este jogo é incontornável nesse aspecto, e provavelmente não saberão dizer o nome doutro jogo do mesmo género sem ir ver ao Google, pois este não anda a dormir à sombra do êxito conquistado e tem remetido a concorrência para as plataformas móveis.

Pessoalmente entro no jogo e meto toda a gente a procurar estrelas, vou a páginas de internet ver quem são os novos putos maravilha. Quero contratar e quero vender. Quero dinâmica e movimento. Aqui notei imediatamente algo que não gostei. O mercado é mortiço. É paradote. Já notava isso um pouco no FM 2017 (o último que joguei antes deste), e neste ainda é pior. Torna-se bastante difícil vendermos os nossos jogadores. Não é difícil livrarmo-nos dos pesos mortos, de certa forma esses conseguimos despachar sem grande dor de alma, mesmo os melhores jogadores que passam uma época carregados de interessados, no momento da verdade têm zero propostas, ou propostas insignificantes que visam desgastar a nossa paciência ou virar um jogador contra nós. Mesmo com perdas consideráveis é muito habitual não conseguir vender um jogador, seja para baixar a folha salarial, seja para eliminar um problema que está a inquinar o espírito de equipa.

Algo novo nesta entrada é isso mesmo, o espírito de equipa, que de forma algo simplista simula relações entre os jogadores, agrupando-os segundo algumas directrizes. Embora na prática não tenha notado grande problema ao vender um jogador muito influente na dinâmica da equipa, isto se excluir uma ou outra conversa com um jogador que ficou incomodado, por vezes ficamos a pensar se há alguma diferença real no desenvolvimento ou adaptação dum jogador quando o vimos isolado a um canto na pirâmide da equipa, ou sem grupo de amigos. Para ser sincero, não me pareceu, mas dá-nos algo para pensar, seja no momento da venda, seja no momento da compra de jogadores.

Gostei bastante da nova visão do clube que a direcção negoceia connosco todas as épocas. O que é isto? Uma quantidade grande de objectivos a curto, médio e longo prazo pelo qual seremos constantemente avaliados. Eu entrei no Benfica, que felizmente tem uma visão muito parecida com a forma como gosto de jogar o jogo, investimento em jovens, formação e camadas jovens, mas imagino que isto seja um problema para muitos jogadores se caírem num clube com uma visão que limite muito a diversão que tiram deste jogo, até porque alguns dos itens não são negociáveis. Por exemplo, enquanto procurava um Wonderkid na net apercebi-me que um dos objectivos do Wolves é contratar somente portugueses. Além de estranho é bastante redutor, porque limita imenso o mercado e as opções são claramente poucas se ambicionarmos tomar a Premier League.

Seja como for, para malta que gosta de ter muita juventude este jogo é uma bênção. Antigamente tinha de manualmente escrever mais ou menos como estava o desenvolvimento de cada jogador, agora há o Centro de Desenvolvimento que nos dá gráficos muito práticos do desenvolvimento de cada jogador, bem como a razão de estar ou não a desenvolver-se. Por exemplo, podem dizer-nos que um jogador já não está a aprender nos sub 19, que o melhor é passar para a equipa sub 23 ou mesmo para a equipa B. Ainda mais importante que isso, a certo ponto começam a estar preparados para futebol de primeira liga, e aí um empréstimo é a melhor solução para a maioria deles, muitas vezes ainda melhor que ir entrando de vez em quando na equipa principal, e isso é-nos dito em cada relatório. Além disso o nosso staff também nos vai mantendo actualizados nas alterações, e sugerindo frequentemente a melhor forma para optimizar o desenvolvimento de cada jogador.

O jogo continua tão complexo como queiras que ele seja, mas cada nova entrada me parece mais amiga do utilizador, providenciando mais ferramentas para avaliares a eficiência das tuas decisões e mais sugestões bastante uteis do teu staff. Para ser sincero acho perfeitamente viável seguires as recomendações do teu staff para quase tudo, considerando que tens a capacidade para contratar bons elementos. Rapidamente me fartei das conferências de imprensa, deleguei, fartei-me de gerir treinos e staff das camadas jovens, deleguei, fartei-me de gerir amigáveis, deleguei… a certa altura só tratava de tácticas e transferências. É isso que quero. Rapidez e fluidez, mas mesmo assim o jogo ainda não tem a rapidez e simplicidade do CM…

O 3D está agora mais claro. Acho que finalmente consigo ver de forma útil algumas das minhas instruções em campo. Não está perfeito, longe disso, mas é possível, e cheguei mesmo a fazê-lo, alterar algumas ordens e posicionamentos baseando-nos no que vimos no 3D. Continua com muitas falhas no som e imagem, por vezes falham os gritos de golo, outras vezes continua a reproduzir o som de toques na bola quando ninguém está a tocar nela, ou as animações dos festejos de golo produzem glitches bastante engraçados. Nada de importante, claro.

Volto então ao início. Quem compra este jogo já sabe ao que vem. Salvo alterações catastróficas para melhor ou para pior não vai ser uma análise a alterar a vontade dum jogador em comprar este título. A sua legião de fãs irá manter-se, a quantidade de jogadores que vai dizer que o jogo é injogável e mesmo assim mete 500 horas nele continuará a existir. Eu sou um jogador que adora o jogo, vicia-se nele com muita facilidade, mesmo assim não o compro sempre. Desta vez estava tão embrenhado no save que me esqueci que tinha de lançar a análise. Se estás com alguma dúvida se vale a pena comprar esta entrada, eu sugiro que a compres, especialmente se gostas de desenvolver jogadores. Além disso acho o jogo muito mais intuitivo e fluido. Está melhor em quase tudo, embora daquela forma praticamente imperceptível em que se muda uma fórmula sem que aparente mudar nada. O jogo está óptimo. Carrega Benfica!

  • Lançamento: 19 de Novembro de 2019
  • Plataformas: PC/Stadia
  • Desenvolvedor: Sports Interactive
  • Editora: SEGA
  • Nota Pessoal: 8,5/10
  • Cópia para análise gentilmente cedida por Ecoplay.